ANÁLISE DAS ELEIÇÕES 2020 EM SÃO MATEUS: Pr. Nilis Castberg (PL): ‘projeto pessoal’ sem capacidade de liderança e com discurso instável

0
189

Candidato a prefeito pelo PL, o pastor Nilis Castberg, 53 anos, obteve 2.645 votos (4,61%), ficando na quarta colocação entre os 10 nomes que disputaram a Eleição 2020 em São Mateus. Com a experiência política e social de que dispõe, esperava-se bem mais de Nilis no processo de aglutinar forças para a apresentação de uma chapa forte de oposição à atual gestão, com resultados insatisfatórios nas mais diversas áreas. No entanto, mostrou não ter capacidade liderança ao não compor chapa de candidatos(as) a vereador(a) do seu partido e nas dificuldades de diálogo com outras lideranças políticas, inclusive evangélicas. Aos mais atentos, a manutenção da candidatura do Pr. Nilis, desde o início, teve a característica de um ‘projeto pessoal’.

Duas perguntas que, a título de reflexão, devem ser feitas a todo líder espiritual/religioso que se lança ou atua na política, diante fatos que se apresentam nos dias em que vivemos: ‘O projeto em que está engajado é nascido da vontade de Deus, ou da sua?’ [Isso precisa ficar bem definido para o líder religioso, para a sua igreja/denominação e para seus pretensos eleitores, inclusive os da igreja/denominação]. E o mais importante: ‘O que o líder espiritual/religioso pretende obter na Política que Deus, a partir da sua vida no Altar, não possa lhe assegurar? [Será que vale a pena sair da dependência total de Deus para se submeter ao julgo desigual de regras humanas por causa de um poder tão pequenininho e efêmero? Reitero que não me refiro a um membro comum, mas a alguém com função pastoral e responsabilidade de orientar muitas outras pessoas/vidas no caminho da fé].

Em entrevista ao CENSURA ZERO na pré-campanha, Pr. Nilis afirmou que o Partido Liberal não comporia chapa de vereadores própria porque caminharia com o Patriota, que havia abrigado ex-filiados do PL. Na época, ele já tinha a determinação de ser cabeça de chapa majoritária, embora não descartasse aliança com outras siglas. No entanto, com o avanço das articulações político-partidárias, o Patriota compus a coligação do candidato a prefeito Ferreira Júnior (Solidariedade).

O Pr. Nilis Castberg definiu como seu candidato a vice-prefeito o coronel PM da reserva Marcos Assis Batista, 55 anos (cristão católico), formando a chapa majoritária puro-sangue do PL. Apoiadora do Presidente Bolsonaro, a dupla fez uma campanha destacando os princípios e valores cristãos, especialmente em defesa da família tradicional, e na defesa do combate à corrupção no poder público.

PRÉ-CAMPANHA E CAMPANHA

Vale recordar que Pr. Nilis foi um dos primeiros nomes a ser confirmar na disputa a prefeito em São Mateus e teve um grande período para desenvolver sua pré-campanha. No entanto, era evidente a falta de planejamento e de definição de um projeto de governo com propostas afinadas com as necessidades urgentes do Município. Houve equívoco de Nilis em divulgar mais as ações pastorais na apresentação ao Eleitor do que trabalhar o seu conhecimento da Cidade e a sua experiência política como suplente de senador, vereador e secretário de Defesa Social.

O uso, ainda que sem coordenação, das redes sociais e grupos de WhatsApp tornou-o conhecido como pré-candidato a prefeito, mas houve carência de posicionamento político diante de assuntos de interesse da Comunidade Mateense. Haveria um progresso nessas questões mais à frente, no período de campanha, e com tratamento mais profissional dos materiais de divulgação.

Aliás, Pr. Nilis não pode reclamar de falta de recursos financeiros para desenvolver uma campanha competitiva, principalmente porque não tinha responsabilidade direta com candidaturas a vereador(a). O Partido Liberal destinou R$ 100 mil e houve doação de outros R$ 3 mil, totalizando 103 mil de receita da candidatura majoritária em São Mateus.

Os dados parciais da prestação de contas não definem com precisão os gastos, mas há fortes indícios de má gestão dos recursos, porque a visibilidade da campanha de Nilis nas ruas foi muito pequena, limitando-se mais ao uso das redes sociais e à busca por votos do eleitorado evangélico. Apostou para isso nas presenças do ex-senador e pastor Magno Malta (com o ‘filme’ bastante queimado depois da reprovação nas urnas em 2018) e do polêmico pastor Silas Malafaia.

PLANO DE GOVERNO

O Plano de Governo do PL trouxe propostas importantes nas áreas social, de turismo e de segurança pública, mas foram mal trabalhadas pelo Pr. Nilis nos vídeos em redes sociais e nos programas de rádio e TV. Por exemplo, tornar São Mateus a ‘Terra dos Festivais’ (Caranguejo, Camarão, Beiju, Gastronomia e Música) e implantar o Programa Mãe Divina (atenção integral à saúde da mulher e da criança) eram propostas que mereciam mais espaço na campanha da chapa. Por outro lado, o Plano de Governo original não trouxe propostas concretas sobre abastecimento de água e saneamento básico. Quando percebeu a lacuna, Pr. Nilis passou a apresentar a privatização do Saae como proposta de campanha.

Aliás, foi uma falha gritante do candidato não ter proposta concreta, objetiva e viável para a solução definitiva do abastecimento de água em São Mateus. Basta recordar que Pr. Nilis foi o secretário de Defesa Social nos dois mandatos do ex-prefeito Amadeu Boroto e teve sua parcela de responsabilidade na (in)gestão desastrosa da crise hídrica que acabaria por ser o fator determinante da eleição de Daniel da Açaí. E mais: Pr. Nilis foi o candidato a vice-prefeito na chapa com Freitas na Eleição de 2016, que naufragou na proposta de construção de um ‘dique’ no Rio Cricaré contra a salinização!

O candidato do PL não chegou a ser visto como ameaça direta pelos adversários em 2020, por isso mesmo não foi confrontado em muitos aspectos. Pr. Nilis Castberg abdicou de partir para a argumentação direta com o então candidato à reeleição Daniel Santana (PSDB), preferindo as críticas embutidas no meio do discurso morno apresentado nos debates realizados por veículos de comunicação da Cidade.

NÃO COMBATEU FAKE NEWS

Nessa eleição, esperava-se dos candidatos a prefeito de oposição ações e posicionamentos no combate a fake news institucionalizada praticada pela atual administração de São Mateus, mas nem o Pr. Nilis enfrentou o desafio de se indignar com as mentiras e injustiças que afligem cidadãos de bem e autoridades constituídas de São Mateus e do Espírito Santo. Foi fazer críticas mais contundentes apenas a dois dias do pleito. Normal para quem, ao longo desses quatro anos, a despeito de compor a Diretoria do Conselho de Pastores de São Mateus, assistiu até igrejas serem atacadas pelos criminosos da internet e ‘lavou as mãos’ ao afirmar que as medidas deveriam ser tomadas pelas denominações.

Analisados de forma simples como estamos fazendo, os fatos e os comportamentos comprovam que a chapa Pr. Nilis-Coronel Marcos não reunia as condições necessárias para ser escolhida pelo Eleitor Mateense para substituir a péssima gestão atual. Respeitando as particularidades ideológicas e religiosas, concluímos que Pr. Nilis Castberg conseguiu seu ‘projeto pessoal’ de ser candidato a prefeito de São Mateus.

CHAPA DE VEREADORES

O PL não apresentou chapa de candidatos(as) a vereador(a) nas Eleições 2020 em São Mateus.

VEJA TAMBÉM:

ANÁLISE DAS ELEIÇÕES EM SÃO MATEUS – Laurinho Barbosa (PSL): Baixo desempenho com falta de liderança e estrutura inadequada de campanha

ANÁLISE DAS ELEIÇÕES EM SÃO MATEUS – Eneias (PT): Boas propostas sem força na parceria com gestão ruim de Daniel e rejeição à esquerda

ANÁLISE DAS ELEIÇÕES EM SÃO MATEUS – Eliezer Nardoto (PRTB): Melhor plano de governo não alcançou Eleitores; ficou perdido em viés ideológico intempestivo

ANÁLISE DAS ELEIÇÕES EM SÃO MATEUS – Dr. Mauro (Rede) – Muitos erros explicam o fracasso nas urnas: quase R$ 200 mil para 613 votos

ANÁLISE DAS ELEIÇÕES EM SÃO MATEUS – Hubistenyo Cajá (PSD): Conhecimento sem argumentação adequada nem campanha competitiva

ANÁLISE DAS ELEIÇÕES EM SÃO MATEUS – Cida Negris (PV): candidatura inédita exigia preparação à altura, inclusive do partido

Análise do desempenho dos candidatos a prefeito de São Mateus-ES a partir desta segunda (30/11)

BLOG DO ANDRÉ OLIVEIRA | INFORMAÇÃO COM CREDIBILIDADE!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui