INVERSÃO DE VALORES?! – Corpo de Bombeiros do ES homenageia Prefeito preso pela Polícia Federal e denunciado pelo MPF por organização criminosa, corrupção, lavagem de dinheiro, fraudes em licitação, falsidade ideológica e improbidade administrativa; Comando da corporação vê “mérito” no gestor que já determinou gastos de R$ 30 milhões com festa em setembro, enquanto a cidade está entregue à sujeira e matagal, vive caos na saúde, falta de fiscalização no transporte público coletivo e uso político de famílias carentes com engodo de promessas políticas não cumpridas

0
45

O Corpo de Bombeiros Militar do Espírito Santo (CBMES) homenageou nesta quinta-feira (29/06), no Quartel do Comando Geral, em Vitória, o prefeito de uma cidade do Espírito Santo que foi preso pela Polícia Federal na maior operação já realizada no âmbito de uma gestão pública municipal e, com base em indiciamentos de inquérito da PF, está denunciado pelo Ministério Público Federal no Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) por organização criminosa, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, fraudes em licitação, falsidade ideológica e improbidade administrativa.

Em solenidade antecipada do Dia Nacional do Bombeiro, comemorado em 2 de julho, o Comando Geral do CBMES conferiu a Medalha Mérito Nestor Gomes, considerada uma das maiores honrarias da corporação, ao gestor da cidade do norte capixaba que, já alguns meses, está entregue ao matagal e, nos últimos sete anos, caracteriza-se pela má qualidade dos serviços públicos, especialmente o caos na saúde, falta de fiscalização ao transporte público coletivo e uso político de famílias carentes com engodo de promessas políticas feitas nas campanhas de 2016, 2020 e 2022 e até hoje não cumpridas. Enquanto isso, já foram determinados gastos que podem chegar a R$ 30 milhões com a Festa da Cidade, marcada para a segunda quinzena de setembro.

Certamente o Leitor/Internauta mais atento aos fatos sociais e políticos do Espírito Santo já sabe que o personagem em tela é o prefeito de São Mateus, Daniel Santana, o Daniel da Açaí (sem partido), cujos processos tramitam na atualidade no Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo (TRE-ES) por força de decisão favorável a uma reclamação da defesa concedida pelo ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF). O órgão da Justiça Eleitoral no Espírito Santo já apura outra situação irregular sobre Daniel, por abuso do poder político e do poder econômico, envolvendo uma transferência de R$ 150 mil da conta pessoal para a conta de campanha dele em 2020.

Quando foi preso pela Polícia Federal, após decisão judicial, Daniel da Açaí ficou recolhido no mesmo Quartel do Comando Geral do Corpo de Bombeiros, em Vitória.

DIVULGAÇÃO PELO SISTEMA CRIMINOSO

Como se não bastassem todos os elementos descritos acima, para propagar a homenagem recebida do Corpo de Bombeiros do Espírito Santo, que foi mal recebida pela Comunidade Mateense, Daniel da Açaí usou sua milícia digital (gabinete do ódio) que atua associada à Secretaria Municipal de Comunicação, para a prática reiterada de crimes de calúnia, difamação, injúria, racismo, intolerância religiosa e ameaça contra profissionais da Imprensa, cidadãos de bem e autoridades que o gestor supõe serem opositores à sua gestão.

Na lista de autoridades achincalhadas publicamente pelo sistema paralelo criminoso de divulgação com fake news institucionalizadas estão o governador Renato Casagrande, o ex-governador Paulo Hartung, a ministra do STF Rosa Weber (quando presidia o TSE), o promotor de Justiça Edilson Tigre, o ex-deputado estadual Freitas (atual diretor-presidente do DER-ES), o ex-deputado estadual Enivaldo dos Anjos (atual prefeito de Barra de São Francisco), o empresário Rui Baromeu (presidente da Rede SIM), os ex-prefeitos Amadeu Boroto (São Mateus) e Rogério Feitani (Jaguaré), o prefeito Arnóbio Pinheiro (Pinheiros), o atual presidente da Câmara de Vereadores, Paulo Fundão, e diversos ex-vereadores de São Mateus constam da imensa lista de autoridades achincalhadas publicamente pelo sistema paralelo criminoso de comunicação. Cidadãos e instituições mateenses também compõem a relação de vítimas do gabinete do ódio.

CENSURA ZERO tem alertado o governador Renato Casagrande, os deputados federais Da Vitória e Paulo Foletto, a secretária estadual de Mulher, Jacqueline Moraes (ex-vice-governadora) e o deputado estadual Marcelo Santos (atual presidente da Assembleia Legislativa), todos atuais aliados de Daniel da Açaí, sobre a prática reiterada de crimes com uso da milícia digital (gabinete do ódio) e a situação caótica atual da Cidade, mesmo diante de tantos repasses financeiros de convênios com o Governo do Estado e liberação de recursos de emendas parlamentares.

Os processos movidos por Freitas e Edilson Tigre tramitam na Justiça e têm audiências marcadas para os próximos meses. O chefe do gabinete do ódio que atua a mando do prefeito Daniel da Açaí responde a cerca de 30 processos ativos no Poder Judiciário, a grande maioria por crimes de calúnia, difamação e injúria. A Polícia Civil, o Ministério Público e o Poder Judiciário já conhecem a má fama do criminoso contumaz acobertado pelo prefeito.

“O prefeito de São Mateus, Daniel Santana, foi condecorado, na manhã desta quinta-feira (29), com a Medalha Mérito Nestor Gomes, pelo Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Espírito Santo (CBMES), em solenidade realizada na sede estadual da corporação, na Capital. Daniel estava acompanhado da subsecretária de Saúde de São Mateus, Cristiane Borges, e do secretário de Defesa Social, Coronel Borges, que também foi um dos homenageados”, apregoou a milícia digital nas redes sociais e em grupos de WhatsApp, que sempre usa para publicar os materiais criminosos de achincalhamento público de autoridades e cidadãos de bem.

SECRETÁRIO MUNICIPAL DE DEFESA SOCIAL

O material publicado pelo sistema criminoso dá ênfase ao atual secretário municipal de Defesa Social, sugerindo que teria sido o responsável pela indicação do prefeito Daniel da Açaí para receber a homenagem do Comando do Corpo de Bombeiros.

“Coronel Borges, que foi Relações Públicas do CBMES durante quase 10 anos, destacou que a Medalha Mérito Nestor Gomes é a maior honraria da corporação, e é conferida às autoridades públicas, civis, eclesiásticas e militares de outras forças que tenham se destacado de maneira excepcional para o fortalecimento e desenvolvimento do Corpo de Bombeiros Militar do Espírito Santo”, diz a divulgação do gabinete do ódio.

O OUTRO LADO

CENSURA ZERO acionou a Assessoria de Comunicação do CBMES, que orientou o contato com a Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Sesp), para a qual foi encaminhada mensagem por e-mail, solicitando informações de esclarecimentos sobre a definição do prefeito de São Mateus, Daniel Santana, como homenageado pelo Comando Geral do Corpo de Bombeiros. A Reportagem ainda aguarda resposta oficial à solicitação.

O espaço também está aberto, a qualquer tempo, ao prefeito Daniel da Açaí e ao secretário municipal de Defesa Social, Wagner Borges, caso queiram se manifestar sobre os assuntos tratados nesta matéria. Havendo retorno o texto será atualizado.

BLOG DO ANDRÉ OLIVEIRA – INFORMAÇÃO COM CREDIBILIDADE! | REDAÇÃO MULTIMÍDIA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui