Retrato do crime

0
146

Por Marcos Pereira*
O crescimento do número de detentos no sistema carcerário brasileiro não é novidade para nenhum de nós. Hoje, o Brasil conta com 615.933 presos. A violência domina todas as cidades e encontrar alternativas viáveis para conter as ações dos bandidos já parecem não existir. Faltam 244 mil vagas nas penitenciárias.

Muitos dos presos estão lá ainda aguardando julgamento. Os números do Ministério da Justiça mostram que algo precisa ser feito. Muitos falam da construção de novos presídios, mas não acredito que seja a medida viável nem economicamente e muito menos socialmente, porque o sistema, nos moldes atuais, mais prejudica que recupera.

A crise na segurança pública está cada dia maior. Quantas notícias de assassinatos, roubos, rebeliões e torturas teremos que escutar para algo ser feito logo? Acredito que apenas manter a polícia nas ruas não é suficiente, nem sinônimo de segurança. O sistema judiciário também deve colaborar e acabar com a burocracia dos julgamentos e processos.

É preciso integração, planejamento e acompanhamento dos resultados. Passou da hora de tratar a causa, não o efeito. Vejo a necessidade de lidar com a segurança como parte da afirmação dos direitos civis, e não da violação deles. O problema é bem mais profundo.

(Marcos Pereira é advogado e presidente nacional do Partido Republicano Brasileiro-PRB)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui