André Oliveira proporá licitações por áreas em audiência sobre concessão do transporte coletivo

0
144

NOVO MODELO VIABILIZARIA IMPLANTAÇÃO DO ‘TRANSCOL’ EM SÃO MATEUS COM FIM DO MONOPÓLIO DA VIAÇÃO SÃO GABRIEL

O jornalista André Oliveira proporá novo modelo de licitação para a concessão do serviço de transporte público coletivo do Município de São Mateus, em audiência marcada para a próxima quarta-feira (16/12), às 18h, no auditório da Faculdade Vale do Cricaré (FVC). O encontro convocado pela Prefeitura visa ouvir a comunidade mateense para a elaboração de projeto a ser enviado à Câmara Municipal.

André, que lançou recentemente o ‘Movimento Mais Diálogo em São Mateus’, defende que o projeto defina três editais de licitações por áreas operacionais (Área 1, Área 2 e Área 3) e a proibição de que uma mesma empresa participe dos três certames. Desta forma, acredita ele, será permitida a atuação de, pelo menos, duas concessionárias do transporte público coletivo no Município.

O jornalista André Oliveira lançou recentemente o ‘Movimento Mais Diálogo em São Mateus’: “São Mateus precisa avançar no transporte público coletivo”.

“Sugiro a outorga de concessão desse serviço pelo prazo de 20 anos, ao invés de 30 anos. Com mais de 120 mil habitantes e franco desenvolvimento, São Mateus precisa avançar no transporte público coletivo. Não temos trem nem metrô e o atendimento da concessionária atual é deficitário. É a oportunidade que temos de mudar o modelo de licitação, e precisamos garantir isso no projeto que será elaborado pela Prefeitura de São Mateus” – assinala André Oliveira. 

O jornalista explica que a Área 1 seria formada pelas linhas dos bairros da Sede do Município (Centro, Sernamby, Cohab, Aroeira, Bom Sucesso, Santo Antônio, Bairro Vitória, Vila Nova, Vila Verde, Novo Horizonte, Santa Teresa, Porto, Ideal, Inocoop, Aviação, Morada do Ribeirão), a Área 2 incluiria Pedra D’Água, Areinha, Bairro Liberdade, Jardim Eldorado, Guriri, Meleiras/Barreiras, Nativo e Barra Nova) e a Área 3 seria formada por linhas de bairros localizados ao longo da BR-101 (Rodocon, Seac, Nova Era, Penitenciária/CDP, Jambeiro, Litorâneo, Ufes/Ifes e Villages), além da localidade de Paulista. 

“A exemplificação é com base em linhas de ônibus já existentes, mas se constata a necessidade de criar novas linhas e itinerários. Em Guriri e no Litorâneo, por exemplo, há carência de linhas internas, que auxiliem no deslocamento dentro do próprio bairro” – salienta. Pela proposta, ficaria a cargo da Prefeitura de São Mateus viabilizar junto às concessionárias a construção de um Terminal Rodoviário Municipal, local de integração das linhas de ônibus do transporte público coletivo nos moldes do Transcol, como na Grande Vitória e em grandes cidades do País. 

A proposta do jornalista André Oliveira cria o Transcol Municipal de São Mateus, com abertura de possibilidade de mais empresas atuarem no serviço de transporte público coletivo.  


BALDEAÇÃO
“Para se deslocar de Guriri com destino ao Bairro Litorâneo, por exemplo, o passageiro desceria nesse terminal ao vir em um ônibus do balneário em direção ao Centro e pegaria outro para o Litorâneo, sem precisar pagar outra passagem. O mesmo aconteceria com o morador do Bairro Aroeira que se deslocasse para o Bairro Seac” – exemplifica o jornalista, frisando que a formatação técnica da proposta é possível com simples levantamento oficial de dados pela Prefeitura de São Mateus.

André Oliveira diz que outra proposta do ‘Movimento Mais Diálogo em São Mateus’ é que seja definido no projeto a ser enviada à Câmara de Vereadores artigo que defina a obrigatoriedade de ações anuais de responsabilidade social da(s) concessionária(s), de maneira a dar sua contrapartida social aos munícipes. Tais ações seriam direcionadas às áreas comunitária, educacional, cultural e de esporte e lazer, que fomentam a inclusão social.

(Agência Visão Atalaia – Fotos: Divulgação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui