CORRUPÇÃO NA GESTÃO DANIEL – Publicados nomes dos 4 servidores exonerados por desvio de materiais públicos

0
38

A Prefeitura de São Mateus divulgou os nomes dos quatro servidores exonerados pelo prefeito Daniel Santana, que constata sua gestão envolvida em novo escândalo de corrupção, envolvendo a Secretaria Municipal de Obras, Infraestrutura e Transportes. A acusação imputada aos servidores, ainda não confirmada oficialmente, é desvio de materiais públicos para atendimento a terceiros, com suspeita de auferir vantagens ilícitas.

Conforme decretos publicados nesta quarta-feira (18/05), no Portal da Transparência do site oficial da PMSM, os decretos de exoneração referem-se aos servidores Raphael Barbosa Gonçalves, que ocupava o cargo de Subsecretário de Obras, Infraestrutura e Transporte; Frank Mota Ribeiro, que era nomeado como Coordenador Municipal de Mercado e Feiras Livres; Washington Vander Gomes Dionízio, que ocupava o cargo de Consultor Técnico e estava lotado na Secretaria de Obras; e Magno de Assis Nobre, o Popó, até então nomeado no cargo de Assessor Técnico I, lotado na Secretaria de Obras.

Alvo de denúncia do Ministério Público por organização criminosa, fraude em licitação, falsidade ideológica, corrupção e lavagem de dinheiro, o prefeito Daniel Santana agiu para abafar esse novo escândalo na administração pública em São Mateus. Há informações de que foram desviados materiais da Secretaria de Obras, como bloquetes para calçamento (paviés) e grande quantidade de areia (retirada do areal da Prefeitura de São Mateus).

Fontes enviaram ao BLOG DO ANDRÉ OLIVEIRA fotos de um galpão localizado na Sede de São Mateus e de uma propriedade no Distrito de Nativo de Barra Nova que teriam recebido, de forma ilícita, os materiais públicos.

 

SECOM-PMSM SE CALA E MILÍCIA DIGITAL TENTA ABAFAR

A Secretaria Municipal de Comunicação omitiu-se de esclarecer os fatos à Imprensa, especialmente sobre a possível abertura de averiguação interna ou possível registro de boletim de ocorrência na Polícia Civil. A ordem dada à milícia digital (gabinete do ódio) que assessora o prefeito e a Prefeitura nas redes sociais e grupos de WhatsApp foi no sentido de rechaçar posts nesse sentido e atacar internautas, jornalistas e veículos de comunicação que publicassem a verdade dos fatos.

Para estabelecer uma cortina de fumaça, milicianos digitais a serviço do prefeito Daniel publicaram na manhã desta quarta-feira (18/05) ataques ao Governo do Estado e à Superintendência Estadual de Comunicação (Secom-ES), aproveitando possíveis problemas envolvendo a merenda distribuída a alunos numa escola da rede estadual em São Mateus.

VEREADORES SE CALAM

Nenhum dos 11 vereadores da Câmara de São Mateus fez referência ao novo escândalo na gestão do prefeito Daniel da Açaí, adotando a ‘lei do silêncio’, na sessão ordinária dessa terça-feira (17/05).

Foi uma situação inusitada, já que o assunto causou grande burburinho nos bastidores do Legislativo Municipal na manhã e início da tarde dessa terça (17), a ponto de assessores parlamentares confirmarem as exonerações dos quatro servidores ao BLOG DO ANDRÉ OLIVEIRA.

Contatado pela Reportagem no início da tarde dessa terça-feira (17), o presidente da Câmara de Vereadores, Paulo Fundão, disse que ainda não estava a par dos motivos das exonerações. Paulinho VG disse que se informaria dos fatos para poder se posicionar. No entanto, ele não abordou o assunto na sessão ordinária nem divulgou nota do Legislativo.

Informações extraoficiais dão conta que há servidores da Câmara Municipal envolvidos nesse novo escândalo de corrupção em São Mateus.

O OUTRO LADO

O BLOG DO ANDRÉ OLIVEIRA não conseguiu contato com os quatro servidores municipais exonerados ou suas defesas. O espaço está aberto para suas versões, caso queira se manifestar.

 

 

NOTA DA REDAÇÃO:

O conteúdo da reportagem foi alterado nesta quinta-feira, às 12h55. A Redação do BLOG DO ANDRÉ OLIVEIRA foi procurada pelo representante de uma empresa de São Mateus que informou que duas fotos recebidas de fontes pelo veículo de comunicação registram serviços realizados no galpão dessa empresa.

O empresário esclareceu que os materiais utilizados no piso do galpão foram adquiridos com recursos próprios, não tendo vínculo direto com o caso dos servidores exonerados da Prefeitura de São Mateus por desvio de materiais públicos da Secretaria Municipal de Obras.

A partir das justificativas, a Direção de Jornalismo e Conteúdo decidiu pela retirada das duas fotos que também ilustravam a matéria.

VEJA TAMBÉM:

NOVO ESCÂNDALO EM SÃO MATEUS – Assessores da Câmara confirmam: Daniel exonera servidores por desvio de materiais da Prefeitura

BLOG DO ANDRÉ OLIVEIRA | INFORMAÇÃO COM CREDIBILIDADE!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui