NOVO ESCÂNDALO EM SÃO MATEUS – Assessores da Câmara confirmam: Daniel exonera servidores por desvio de materiais da Prefeitura

0
37

Assessores parlamentares da Câmara de São Mateus confirmaram ao BLOG DO ANDRÉ OLIVEIRA um novo escândalo na gestão do prefeito Daniel Santana (sem partido). Essas fontes afirmaram que Daniel da Açaí exonerou nesta segunda-feira (16/05) quatro servidores públicos lotados na Secretaria Municipal de Obras, Infraestrutura e Transporte por desvio de materiais da Prefeitura.

“Recebi a informação de que um grupo de servidores estava desviando materiais que seriam usados em calçamento, paviés, e areia do areal da Prefeitura para serviços a terceiros. A informação que recebi é de desvio de mais de 500 caçambas de areia”, afirmou um assessor parlamentar da Câmara de São Mateus, que acionou o jornalista André Oliveira.

Outro servidor do Legislativo assegurou que o assunto já está sendo discutido internamente entre os vereadores e deve ser abordado na sessão ordinária desta terça-feira (17/05), às 15h, na Câmara Municipal.

Essas fontes enviaram ao BLOG DO ANDRÉ OLIVEIRA fotos do interior de um galpão, com localização não informada, que mostram trabalhadores realizando a pavimentação intertravada (paviés), semelhante ao material público da Prefeitura de São Mateus, sob responsabilidade da Secretaria de Obras.

Os relatos são de que materiais de calçamento também teriam sido transportados, em caminhão da Secretaria de Obras, para servir a uma propriedade particular no Distrito de Nativo de Barra Nova.

Circulam em grupos de WhatsApp informações de que, em São Mateus, há outras pessoas beneficiadas por ações da má conduta do grupo de servidores municipais.

O OUTRO LADO

O BLOG DO ANDRÉ OLIVEIRA não divulgará, por enquanto, os nomes dos servidores envolvidos, porque a Prefeitura de São Mateus, até a publicação desta reportagem, às 14h05, não havia divulgado os decretos de exoneração no Portal da Transparência.

A Reportagem tentou, sem sucesso, contato com o prefeito Daniel Santana e com a Secretaria Municipal de Comunicação para buscar esclarecer o caso.

O BLOG tentou entrevistar o presidente da Câmara de Vereadores, Paulo Fundão sobre esse novo escândalo envolvendo a gestão do prefeito Daniel Santana e quais providências devem ser adotadas pelo Legislativo. Paulinho VG atendeu à ligação e disse que não estava sabendo do assunto.

Informado pelo jornalista André Oliveira, o presidente afirmou que buscaria se inteirar dos motivos das exonerações para poder se pronunciar.

Se houver retorno em ambos os casos, este texto será atualizado.

INQUÉRITO E DENÚNCIAS CONTRA O PREFEITO

O prefeito Daniel Santana foi indiciado em inquérito da Polícia Federal, junto com 17 pessoas, pelos crimes de organização criminosa, fraude em licitação, corrupção, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro, no âmbito da Operação Minucius, desencadeada em setembro de 2021.

O prefeito chegou a ficar preso por 10 dias e, por decisão judicial, manteve-se afastado do cargo por três meses, retornando às funções no final de dezembro.

Com base no inquérito da PF, o Ministério Público Federal já apresentou duas denúncias contra o prefeito e outras doze pessoas, mas o processo segue tramitação conturbada no Poder Judiciário depois de sucessivos recursos da defesa de Daniel.

BLOG DO ANDRÉ OLIVEIRA | INFORMAÇÃO COM CREDIBILIDADE! 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui